História do PhobosBr

Quem está chegando agora no site ou que conheceu o Phobos pela Steam após seu lançamento oficial, talvez nem imagine que esse jogo possui uma grande história por trás do seu desenvolvimento ao longo dos anos. Em breve trarei um artigo sobre a história do jogo, mas este artigo aqui é para falar exclusivamente da história do PhobosBr, um site que nasceu lá em 2007 e retorna agora em 2020 com o objetivo de manter a mesma qualidade de informação e propiciar um ambiente acolhedor para debater sobre os assuntos do jogo na nossa língua materna.

O Começo

O PhobosBr foi criado em 2007 pelo, até então estudante, Lipee. Ele possuia na época o hobbie de desenvolvedor pois gerenciava um OT e assim como diversos outros jogadores, esbarrou com uma imagem que atraiu sua atenção:

Quem é das antigas, provavelmente conheceu o Phobos por conta dessa imagem

Estava rolando um teste para um jogo chamado Phobos. Lipee então criou seu char e se encantou pelo jogo e resolveu aliar o seu hobbie como programador e criar um fansite com conteúdo traduzido e organizado para o público brasileiro. Não existiam Wikis naquela época, então toda a fonte de informação sobre itens, equipamentos e criatura eram organizados pelos jogadores. Lipee não era um jogador powergames e passou a maior parte do seu tempo naquele testserver procurando informações sobre o máximo de itens que ele conseguiu encontrar. E assim nasceu o PhobosBr.net

Um Socera boladaum

14 aninhos

Este jogador que vos escreve, também participou desse teste e resolveu procurar por conteúdo sobre o jogo e acabou encontrando dois sites: o recém criado PhobosBr e PhobosOnlineBr criado pelo player Hylario.

Mas foi o fórum e a comunidade do PhobosBr que o encantou e ao ver uma publicação no fórum informando que estavam procurando membros para ajudar com o site. Socera logo mandou um email para o Lipee para se juntar à equipe e foi aceito.

E foi assim que Socera passou a fazer parte do que viria a se tornar o maior fansite de Phobos no Brasil. Enquanto Lipee cuidava da parte técnica e servidor, Socera cuidava da moderação do fórum, publicar matérias, traduzir notícias e fazer brincadeiras de primeiro de abril (relembra uma delas aqui).

Tempos de glória

Com o passar dos anos e nada do Phobos ser lançado, outros fansites acabaram desistindo e restou apenas o PhobosBr que continuava sua jornada, inclusive passando por uma atualização de layout e ficando com a cara que a maioria dos antigos usuários se lembram.

Sua comunidade que, mesmo sem poder jogar e tendo que aguardar meses para ter qualquer novidade sobre o desenvolvimento, se mantinha bastante ativa e participativa no fórum. Era lá que a diversão acontecia em torno de um jogo que não se podia jogar até então. A espera ficava de lado e a comunidade tratava de se entreter realizando diversos debates, sobre os mais variados assuntos, criações artísticas, vídeos ou apenas falando sobre assuntos gerais no Off-Topic. Várias amizades e até inimizades se formavam e isso tornava aquele ambiente tão diferente e acolhedor.

Como a maioria dos usuários do site eram ainda crianças, eram nas férias escolares que o movimento aumentava e a equipe do PhobosBr aproveitava para promover a chamada “Férias PhobosBr”, onde realizavam diversas competições entre os membros do fórum.

Todo carnaval tem seu fim

O Phobos deixou de ter seus testservers esporádicos e passou a estar sempre online no chamado Beta. Porém, seguindo o habitual silêncio dos desenvolvedores continuava e era raro qualquer tipo de atualização no jogo. Por estar em Beta, o jogo não era aberto para qualquer um, tendo uma certa dificuldade para poder jogar, o que, intencionalmente afastava novos jogadores.

É claro que ter um site sobre um jogo em desenvolvimento há mais de 10 anos e que ficava anos sem fornecer quaisquer notícias, impedia que novas pessoas viessem a fazer parte da comunidade do PhobosBr para mantê-lo vivo e renovado.

Além disso, estávamos crescendo e aquelas crianças de 2007 já estavam estavam saindo da faculdade e começando a trabalhar. Lipee virou médico, Socera boladaum virou programador. Sem tempo para manter o site, sem jogadores consumir o conteúdo e sem notícias por parte dos desenvolvedores do jogo, em 2017 foi o último ano do PhobosBr que conhecíamos.

Esquecido por aqueles que antes no passado aproveitaram de cada pedacinho do site, o PhobosBr foi tirado do ar e seu servidor foi desligado para não ser um de dinheiro para o Lipee, uma vez que ninguém sabia ao certo se o Phobos algum dia viria a ser lançado de verdade.

E foi assim que tantas histórias e momentos que passamos naquele lugar, virou apenas memória para algumas pessoas. Um fim triste para um site tão amado e que sumiu da internet sem nem mesmo uma publicação de despedida.

O ano mais louco da história

Sem dúvidas 2020 foi o ano mais atípico na vida das pessoas. De uma hora para outra, passamos a usar máscaras e ficar em casa jogando Phobos… Jogando Phobos?! Como assim?!

Pois é, Rob e sua equipe resolveram que 2020 teria mais uma surpresa e decidiram que esse seria o momento para apostar de vez no projeto. Dedicaram seu tempo e esforços para refinar os detalhes que faltavam e em 20/11/2020 fomos surpreendidos com o Phobos na Steam e aberto para qualquer pessoa baixar e jogar.

Apesar de não ter mais o mesmo tempo para jogar de antes, Socera boladaum nunca deixou de acompanhar o desenvolvimento do jogo. Desde 2007 foram 13 anos de espera aguardando por esse momento e é claro que o PhobosBr merecia uma segunda chance.

Obrigado a todos que fazem parte dessa história

Não sabemos o que esperar dessa nova etapa do site, mas espero voltar a me divertir com ele assim como no passado, rever os antigos amigos e fazer novas amizades. Espero poder ajudar os novos jogadores a também se apaixonarem pelo Phobos e construírem conosco as próximas histórias desse site.

Aproveito para deixar um agradecimento e homenagem a antigos jogadores, que estão comigo nessa jornada há 13 anos atrás.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *